QUEM QUER SER CIDADÃO NIGERIANO?

Reproduzo o post do Aguinaldo Silva em exercício didático sobre a questão racial, lembrando o bom baiano João Ubaldo de que quem tem raça é cachorro.

Escrito em:22/11/2007 AGNALDO SILVA - Novelista,escritor e jornalista

QUEM QUER SER CIDADÃO NIGERIANO?

Li em algum lugar que o ministro Gilberto Gil receberá por estes dias o seu passaporte da Comunidade Européia, emitido pelo governo italiano. Ou seja: o cantor baiano será a partir daí um cidadão da Itália. Isso foi possível porque a mulher dele, Flora Gil, brasileira de ascendência italiana, tem dupla nacio-nalidade, o que, segundo as leis italianas, beneficia o cônjuge, seja ele homem ou mulher. Parabéns ao Gil, que assim se torna, mais ainda, um cidadão do mundo.

O passaporte da Comunidade Européia é um dos documentos mais cobiçados da atualidade, principalmente por pessoas do Terceiro Mundo cujos pais ou avós vieram da Europa. Ele permite, entre outras coisas, que o portador circule livremente por todos os países daquele continente e trabalhe em qualquer um deles. Dá direito também a entrada livre nos Estados Unidos, sem a necessidade de visto. E livra o portador de uma vez por todas, das humilhações que a arrogante migração inglesa dispensa aos turistas do terceiro mundo.

Ou seja: o passaporte da Comunidade Européia transforma você num cidadão de primeira classe, coisa que Gilberto Gil, Ministro da Cultura de um país importante como o Brasil, já é desde os tempos da Tropicália.

É por isso que ninguém que possa ter um deles pensa em dispensá-lo. A própria dona Marisa, esposa do Presidente Lula, que é descendente de italianos, tirou o dela ano passado. E questionada a respeito, ao explicar porque se decidiu pela dupla nacionalidade mesmo sendo Primeira Dama de um país importante, etc., etc., respondeu com uma frase que qualquer mãe entenderia:

- Tenho que pensar no futuro dos meus filhos!

Pelo menos foi o que li nos jornais, mas não posso garantir que seja verdade, pois os jornais andam, segundo os adeptos de Renan Calheiros dizem por aí: exagerando.

Nos dois casos, ninguém fez nada de errado, pelo contrário. Eu mesmo, nestas minhas andanças portuguesas, tenha procurado uma lusa que aceite casar comigo e assim me conceda a possibilidade de tirar o passaporte português. Mas até agora só esbarrei com ucranianas, e bem... O que elas queriam era casar com um brasileiro e migrar para o Brasil – mas que malucas!

Mas no caso do Gilberto Gil eu andei pensando: de onde vieram os ancestrais dele? Talvez da Nigéria, ou da Guiné, não sei, mas sem dúvida Gil teria direito a passaporte de algum país africano. Como ele dá tanta importância à questão da negritude, eu pergunto: será que ele já tem um?

Seria Gil, além de brasileiro e italiano, também cidadão nigeriano? E estaria Flora Gil disposta a solicitar à Embaixada deste país africano a equivalência a que tem direito?

Pergunta boba, né não? Mesmo assim vamos estendê-la a todo aquele que, como Gil, apregoa o orgulho de ser afro-descendente: alguém aí pensou em ter dupla nacionalidade, quer dizer: ser brasileiro e também africano? Ou, se tivesse a chance, ia preferir ser brasileiro e italiano?...

Negros, brancos... Mas eu, que sou mulato, quando penso nesse tipo de coisas fico beige.







Comentários

  1. Excelente esse texto do Aguinaldo. E chutando a lata a gente vai levando, risos.

    ResponderExcluir
  2. Augusto Freitas07 outubro, 2009

    Eu escolho a Itália. Nigéria para passeio, talvez...

    ResponderExcluir
  3. Augusto Freitas07 outubro, 2009

    Se bem que a política na Europa, inclusive Itália, não é lá tão diferente da que se pratica por aqui. Segue abaixo um link para um texto interessante sobre esse assunto.

    http://www.lucianopires.com.br/dlog/show_dlog.asp?id=135&num=98

    ResponderExcluir
  4. Augusto Freitas08 outubro, 2009

    Este breve texto fornece uma ampla explicação da história política brasileira desde o golpe de 64.

    http://oglobo.globo.com/pais/noblat/PerfilDoNoblat.asp

    ResponderExcluir
  5. NEGRITUDE, balela, eles falam ALTO é no BRASIL, quero ver qualquer negro levantar a voz aqui na Alemanha com movimento NEGRO...por ai eles tem cotas universitárias e tudo...e por aqui, LEVANTAR A VOZ vai levar é porrada....
    VIVA...!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve se sentir todo orgulhoso quando há quebra-quebra de neonazis na Alemanha, né Moacir? Vai dar porrada em ninguém, se a Alemanha não consegue resolver nem os problemas com a violência nos guetos turcos, quem dirá enfiar porrada em negro!

      Excluir
  6. Caramba Professor!

    Deu um nó na minha cabeça (sic).

    É verdade no final as pessoas querem mesmo é status.

    Marcos Paulo

    ResponderExcluir
  7. eu quero me casar com um nigeriano e ainda não sei como fazer isso... me ajudem

    ResponderExcluir
  8. Eu quero a cidadania Nigeriana

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Juridicamente, este texto é uma idiotice. Cidadania por ascendência não é algo absoluto nos ordenamentos jurídicos de todo o mundo. O autor argumenta sobre algo que não possui a mínima propriedade para dissertar. Na realidade, quase que só países europeus permitem resgate de nacionalidade a partir de ancestrais "distantes". Isso porque eles adotam o princípio ius sanguinis de aquisição de nacionalidade, que significa que a transmissão da nacionalidade se dá de pai/mãe para filho, pelo laço de legitimação. Já no Brasil, EUA, Canadá e na maioria dos países africanos (no que se inclui a Nigéria), o princípio de aquisição da nacionalidade é o ius solis. Isto implica que a condição para adquirir a nacionalidade daquele Estado é ter sido nascido fisicamente dentro de suas fronteiras. Sendo assim, tendo o Gil nascido no Brasil e não na Nigéria, ele NÃO pode requerer a cidadania nigeriana. Parece-me falacioso o argumento que tenta descredibilizar as lutas raciais do Gilberto Gil por ele ter requisitado a nacionalidade italiana. Enxergo nele uma falácia de analogia incongruente, ora.
    Júlio Baggio

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas