Os melhores lugares para se viver no Brasil

Não tenho dúvidas de que as coisas por aqui estão pretas. Vejo as estatísticas confirmarem o que vejo cotidianamente nas ruas, nas manchetes dos jornais e nos noticiários ao vivo. Pobreza geral. Degradação urbana geral. A do interior só fico sabendo quando tudo vem terra abaixo. Feiura geral. Bom, mas temos que tomar decisões de todos os gêneros, a todo instante. Nessa trajetória de decisões, os benefícios e os custos importam, obviamente. As decisões, ancoradas nas nossas preferências e restrições com as quais todos nos defrontamos, balanceadas pelos custos e benefícios, têm consequências. Uma  das decisões importantes em nossas vidas diz respeito à profissão a seguir. Como consequência dessa decisão também se pode inferir a escolha do local para se viver. Então vejamos o que diz as estatísticas de remuneração por tipo de oficio.

Minha tabela de oportunidades de trabalho fornece umas quinhentas alternativas profissionais, desde a de diretor até a de trabalhadores elementares de serviços de manutenção veicular. Tem também o inclassificável. A média salarial para o Brasil fica em torno de R$ 1.300,00 – bem coerente com a renda familiar média para o Brasil que é, segundo estimo, uma estatística relativamente confiável. Claro, como o que temos é , conforme a própria tabela, peão pra todos os cantos, a inclusão de Diretores ou outros abonados em muito pouco distorce a média verdadeira.

Tomando em consideração que SP representa o que de melhor poderia se esperar neste país, tendo em vista o nosso passado, o  presente e o futuro, tomei os dados pertinentes a este estado como vetor normalizador. A partir desse vetor característico, os demais estados foram normalizados. Isso me deu uma noção de quão próximo cada estado estaria de São Paulo. Essa proximidade você poderia considerar como quão preferível seria São Paulo em relação aos demais estados. Nesta escala, você poderia verificar, como consequência da remuneração obtida, por exemplo: quão preferível seria morar em SP vis a vis aos demais Estados. O que obtive está expresso no gráfico abaixo. Sem surpresas. O Rio, naturalmente, ainda é muito melhor do que qualquer outro lugar do país. O Piauí – terrinha santa do meu pai – continua sendo o fim do mundo. Mas o Brasil não se acaba ali.



Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas