Instituições : a chave para o crescimento; fácil saber, difícil compreender.


Os economistas, em sua grande maioria,  estão de acordo sobre a importância que as Instituições têm para o crescimento de uma nação. Entretanto, longe de se ter um consenso sobre a medida adequada desse elemento, há ainda muito o que trilhar, em termos acadêmicos, para se enquadrar cientificamente as implicações legítimas das instituições na dinâmica das economias. Todavia, muito se tem feito para indicar as evidências favoráveis à turma institucionalista.

Um artigo interessante sobre o tema é o de  Mancur Olson : Big Bills Left on the Sidewalk: Why Some Nations are Rich, and Others Poor. Neste artigo Olson registrou um experimento natural que a historia recente nos presenteou. Ele simplesmente comparou o desempenho de economias que foram divididas pelo fenômeno da guerra. Em particular ,temos a Alemanha Ocidental versus a Oriental; a Coréia do Sul versus a do Norte e Hong Kong versus China continental. Na partida da divisão dos países, a dotação de fatores eram semelhantes. Contudo, ao longo do tempo a trajetória da renda per capita, vis-à-vis uma região à outra,  distanciaram-se consideravelmente. O que, de fato, mudou para cada região foi o elemento instituição. As instituições estabelecidas em cada segmento de nação, diferentes em grande escala,  engendraram incentivos distintos. As que tinham um pé em economias de mercado, frutificaram. As que tinham um pé em instituições fora do mercado – centralizadas – ficaram estagnadas. 

O mais interessante é o fenômeno da junção das Alemanhas divididas: na hora que o muro caiu, ninguém pulou para o lado oriental. Não há dúvidas de que todos os alemães depois da queda do muro de Berlim, em livre escolha alocativa, se deram bem.







Comentários

  1. Que é que o Euro tem a ver com isso?

    ResponderExcluir
  2. Tem tudo a ver. De fato, o Euro é, como bem apresenta P Bagus, a disputa entre duas visões de mundo: a estatizante e a liberal. Infelizmente, a visão liberal está em desvantagem.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas