Políticos bolivianos são superiores aos nossos!

Gostei e não gostei da reportagem “Bolívia aprova lei que permite trabalho infantil a partir de 10 anos” , publicada hoje no jornal O Globo, aqui. Gostei porque retrata a opinião dos políticos bolivianos, não deixando dúvidas sobre a motivação e legalidade desses parlamentares. Não gostei porque sugere que nossas leis são boas. Uma ova. Essa lei brasileira que todos nós cidadãos desrespeitamos nos sinais das ruas, nas esquinas e em muitos outros lugares, quando uma criança vem pedir dinheiro pra comer ou pra ajudar a mãe não importando o que tem para nos oferecer em troca, certamente não retrata nossa realidade – somos pobres. Fico feliz quando uma criança com sua caixa de engraxate me pede para engraxar meu sapato, aqui. Considero isso trabalho justo, porque sei que o país é pobre e não pode colocar todas as crianças em tempo integral nas escolas e mesmo se pudesse não alteraria o fato de que muitos são miseráveis e esse esforço infantil é fundamental para as famílias deles, os nossos engraxates. E mesmo que pudesse não aceito como cidadão uma lei que generaliza a proibição do trabalho infantil como se todo e qualquer trabalho tivesse que se encaixar nessa fórmula maluca de exploração infantil só porque são crianças.

Em resumo, vi o risco de a reportagem acobertar a demagogia de nossos políticos que aprovam leis que simplesmente não podem ser cumpridas, exatamente porque carregam a hipocrisia de que somos desenvolvidos. Quando ocorre situação trabalhistas fatal envolvendo crianças, o remédio jurídico certamente não seria o que prevê o estatuto da criança, mas o que prevê o nosso código penal ou outros itens legais.

Gostaria de saber se alguém no Brasil conhece alguma pessoa traumatizada por ter trabalhado quando criança,  no contexto exatamente o que prevê a Lei Boliviana sobre o assunto? O trabalho dignifica! O Infantil mais ainda, quando feito no contexto do amor. Exploração sempre deve ser combatida. Mas aí fazer uma generalização legal, jogando fora o bebe junto com a água,  em nome do que deploramos, a exploração infantil, é simplesmente um retrocesso legal e sobretudo cultural.

Vejo com tristeza que até a Bolívia tem gente mais capaz do que no Brasil.




Comentários

  1. Concordo plenamente com seus posicionamentos.
    Basta seguir uma comparação simples, para aplaudir e de Pé a iniciativa da Bolívia: => Aprovar trabalho a partir dos 10 anos =/= obrigar que todos a partir dos 10 anos trabalhem. Aqui no Brasil, todos os indivíduos com a idade de 10 anos são PROIBIDOS de trabalharem.

    'Eu' não precisei trabalhar a partir dos 10 anos, Mas 'Eu' não sou o umbigo do universo, a realidade das outras famílias e indivíduos não são como a minha. Há quem precise trabalhar a partir dos 10 anos, quem sou eu para impedir que esses indivíduos trabalhem?

    Forte abraço, Tiago.

    ResponderExcluir
  2. Certamente Tiago muitas criancas sabem de que precisam ajudar os pais para que possam ter feijão de qualidade minima no prato. O triste é que se nao houver leis até nos corremos o risco de uma escravidao. Mas o que se discutiu no parlamento bolivariano, pelo que sei, foi o problema da miseria e a realidade do país. Aqui, sempre acham que podemos adotar a postura de que somos desenvolvidos e ricos, ou seja, os politicos bolivanos tem principios básicos que seguem. Aqui, só oportunismo e demagogia.

    Grande abraco

    Marco Bittencourt

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas