Boechat é um canalha, again!

Dando prosseguimento ao meu post Boechat, você é um canalha, vou comentar o que está circulando na mídia, embora não tenha conseguido localizar o vídeo. “Conforme relatado pelos jornalistas Edson Lima e Fábio Campana, o jornalista Ricardo Boechat, no comentário desta manha na Band News, pregou o suicídio coletivo de deputados envolvidos em escândalos e ...” Com essa afirmação, tenho que refletir se irei retirar o rótulo que lhe imputei de lobista e canalha. Não estou aqui me redimindo do texto anterior que desanquei o Boechat. Claro,  reconheço que  a raiva não é boa companheira do analista e eu mesmo provei do veneno para ver a reação. Até agora, nada.

Confesso que quando li a noticia , não encontrei na mensagem o detalhe diferencial: os deputados envolvidos em escândalo. Eu esperava a generalização, dada a sua aparente indignação muita parecida  com a do Caiado em ataque destemperado ao Garotinho (As redes sociais só circulam a parte 1 desse embate entre Garotinho e Caiado), na seguinte aritmética política: como a grande maioria dos congressistas são uns canalhas, generalizando erraria pouco e assim poderia afirmar que na politica só tem canalhas. Claro, assumiria o papel de louco mediante a mídia oficiosa. E aí teria que , apoiando o voto popular, ponderar o argumento, para não se mostrar de fato um louco varrido. Mas ele é malandro. Preferiu a cautela.

Antes de reafirmar minha tese, ressalto novamente: não compactuo com uma análise chinfrim de quem tem o oficio de informar. Julgar , todos julgamos. Mas, na minha visão e creio eu no código de ética das empresas de comunicação, a informação tem que ser ampla geral e irrestrita, para que, eles mesmos, os jornalistas, se vacinem de erros ou possam encobrir malfeitos de terceiros voluntaria ou involuntariamente. Opinião pode até ser dada e acho bom que assim seja. Mostram a cara e a roupa que podem muito bem ser sujas. Mas a perseguição pura e simples , não. 

Quando fui ver os detalhes da noticia e constatei que não estava generalizando, incluindo em seu  Auschwitz tupiniquim todos os deputados indistintamente, percebi seu ato falho, em erro comum do tipo a mentira tem perna curta. Continua equivocado (sendo generoso) , porque diz: suicídio coletivo de deputados envolvidos em escândalos. Mas ele quer o suicídio coletivo da família Garotinho, mesmo com  a Clarissa Garotinho não estando envolvida em nenhum escândalo. O crime da Clarissa seria ser filha do Garotinho. Então, mantenho integralmente o que disse em post anterior que pode ser sintetizado no seguinte: BOECHAT, VOCÊ É UM CANALHA! 


PS. O primeiro post, coloquei lá na pagina do Boechat. Este não irei colocar, porque ele não irá me responder e não quero dar a pinta de quem quer um espaço em sua fama!


Comentários

Postagens mais visitadas