Boechat, já estou em dúvida.

Não há quem não esteja decepcionado com a politica, tirante a bandidagem reles. Não há quem não desacredite em políticos.  E agora não há quem desacredite dos juízes. Nessa onda de que ninguém mais escapa, está difícil salvar o Moro, pois  a turma do contragolpe o injuria a torto e a direito. A turma de adevogados que vestem beca de ministro do supremo , não temos mais dúvidas: são pequenos em caráter e ética e desfazem a imagem de uma justiça cega. Não sobra ninguém e o único que mantém uma coerência até o presentem momento é o novo Fachin. O resto, é resto mesmo. No executivo agora estamos vendo burocratas promovendo reformas previdenciárias, mas poupam a si mesmo e a seus iguais. Que se danem os que chegarão em futuro breve. Que se dane se a grana for desviada pra pagar juros. Está difícil ficar isento.

Vejo , nas redes sociais, um Boechat contundente em sua espinafração geral. Prega protestos contundentes que para muitos seria vandalismo. Mas ele ressalta que vandalismo é o que acontece nos hospitais públicos, nos trens e lotações apinhados de gente, tal qual manada, enquanto os esquemas de corrupção correm solto e isso sim é vandalismo. Não sei como negar o que disse. Acho mesmo que não posso além de não querer.

Depois dessa declaração de revolta popular e que conclama o povo a ir às ruas em protesto violento tenho que aceitar que ele não poupa nenhum politico. Agora, o que dizer? Não posso, com justiça, lhe impor nenhum adjetivo pejorativo. Faço já tardiamente uma reflexão sobre suas palavras. Ele é um jornalista com contratos em TV e rádio. Porém acredito que , em cada tipo de mídia, ressalvado por contrato, há limites para sua fala. Onde ele se sente mais livre certamente é em entrevistas avulsas como a que me referi acima e reproduzo abaixo. O difícil é acompanhar sua coerência e essa foi a minha revolta e meus textos agressivos. Não digo que errei, porque notei incoerência. Mas com sua insistência em jogar no lixo todo tipo de politico atual, tenho que ceder e já não vestir a mesma camisa enfezada.   


Lembro apenas dos autênticos do MDB. Eram poucos num Congresso oportunista e covarde. Mas esses poucos fizeram a diferença. Creio eu foram ao limite do combate nos termos civilizados e foram os maiores responsáveis pelo desmonte da ditadura, aliada a incompetência óbvia dessa turma militar. Claro, qualquer contundência em contestação politica naquela época de tiranos estúpidos teria consequências nefastas para eles e somente para eles, os autênticos.  Hoje, além de não vislumbrar nenhum grupo que de longe possa se comparar aos autênticos, não há punição nenhuma para contundência politica. Tô chegando a conclusão que foda-se. Pode xingar Boechat. Pode chutar a lata. Não dá mesmo para defender nenhum político.  Tentei separar o joio do trigo na esperança de que possa aparecer um novo grupo autêntico. Tô cansado de tentar. Sejamos "loucos". Vou pichar sua parede! FORA TEMER! FODAM-SE OS POLITICOS!

PS: amanhã, se aparecer alguma turma politica que possa buscar os caminhos dos autênticos, sairei em sua defesa.



Comentários

Postagens mais visitadas